Pages

Concordar, Discordar, Argumentar


“Quem argumenta, quer convencer”, isso é fato. Mas é preciso saber reconhecer a hora de parar, de interromper a argumentação e deixar de lado uma discussão que já se esgotou. Passando deste ponto, deixa de ser argumentação e se torna uma prova de resistência, uma batalha de palavras para ver quem aguenta mais tempo antes de partir para a agressividade.

A exaltação, a agressividade na defesa de seus argumentos e a perda do limite entre ser contrário a ideias e ser contrário a pessoas são erros comuns em discussões. Levar para o lado pessoal é o primeiro passo para invalidar uma argumentação, seja ela essencial para a definição do futuro da humanidade ou apenas uma discussão entre amigos sobre qual cerveja é melhor.

Além disso, concordar com uma ideia não é concordar com uma pessoa, pelo menos em sua totalidade. E parece que muitos não se dão conta deste detalhe, já que não conseguem conceber que, mesmo que você concorde com 99% das ideias expostas por alguém, você tem a liberdade de discordar do 1%. E muitos dos que pensam assim aplicam o mesmo raciocínio a eles mesmos, assumindo o papel de tietes, seguindo cegamente toda e qualquer ideia de alguém que admiram, abrindo mão de analisar argumentos com base apenas em quem os proferiu.

Concordar com a ideia exposta por alguém não é assinar o compromisso que concordar com tudo o que esta pessoa venha a dizer daqui para a frente. Muito menos é assumir o compromisso de manter sua opinião diante de novos argumentos. Afinal, ideias não são eternas, conceitos não são engessados e fatos não são atemporais. Um sem número de variáveis pode levar o indivíduo a questionar ideias, sejam elas de outros ou mesmo suas próprias.

Essa é provavelmente a maior beleza de se discutir.

4 comentário(s):

  1. Thaís Alves18/7/12 17:21

    Baby, concordo com quase todo o texto, mas me reservo ao direito de discordar de 1%...rs Então, na minha opinião sem sempre quem argumenta quer convencer. Eu mesma me coloco em debates simplesmente para expor meu ponto de vista e ouvir outros. É comum que as pessoas inteligentes possam te oferecer ângulos de visão sobre o assunto que você não tinha alcançado, e apenas através do debate é possível conhecê-los, para só então não ter opiniões engessadas. Mas, obviamente, argumentar não quer dizer necessariamente que vou convencer alguém ou que alguém irá me convencer, e sim que juntos alcançaremos novas perspectivas sobre o mesmo assunto, na reflexão sobre o debate. Peca quem leva para o lado pessoal, assim como também peca quem insiste em argumentar algo que a outra pessoa já deixou claro que não está mais aberta a falar. O debate saudável só acontece quando as duas (ou mais) partes estão a fim de trocar ideias.

    ResponderExcluir
  2. Thaís Alves18/7/12 17:28

    Baby, concordo com quase todo o texto, mas me reservo ao direito de discordar de 1%...rs Então, na minha opinião sem sempre quem argumenta quer convencer. Eu mesma me coloco em debates simplesmente para expor meu ponto de vista e ouvir outros. É comum que as pessoas inteligentes possam te oferecer ângulos de visão sobre o assunto que você não tinha alcançado, e apenas através do debate é possível conhecê-los, para só então não ter opiniões engessadas. Mas, obviamente, argumentar não quer dizer necessariamente que vou convencer alguém ou que alguém irá me convencer, e sim que juntos alcançaremos novas perspectivas sobre o mesmo assunto, na reflexão sobre o debate. Peca quem leva para o lado pessoal, assim como também peca quem insiste em argumentar algo que a outra pessoa já deixou claro que não está mais aberta a falar. O debate saudável só acontece quando as duas (ou mais) partes estão a fim de trocar ideias.

    ResponderExcluir
  3. SandroAtaliba18/7/12 17:30

    Testando...

    ResponderExcluir
  4. tem gente que causa preguiça de discutir...
    isso é bem triste

    ResponderExcluir